O Grande Presente do Desejo Não Realizado

We’re turning 100 in 2022! Help us share the wisdom of Kabbalah for our next 100 years! DONATE NOW


Menu Principal

Eventos & Cursos


Menu Principal

Assinatura


Torne-se membro

Descubra mais sabedoria e práticas para elevar a si mesmo, a sua vida e as pessoas ao seu redor. De artigos e vídeos semanais a aulas e eventos com transmissão ao vivo e presencialmente, há um plano de assinatura para todos.

Veja planos de assinatura
Assinatura em Destaque:
Comunidade
  • Benefícios inclusos:
  • Todas as aulas transmitidas
  • Todas as aulas presenciais*
  • 10% desconto em nossas livrarias*
  • E muito mais...
  • Junte-se Hoje
  • *Nas localidades participantes. Haverá restrições aplicadas.
Menu Principal

Orientação


Vá ainda mais fundo na sabedoria da Kabbalah com orientação personalizada e leituras de mapas.
Encontro gratuito com um professor

Nossos instrutores dedicados estão aqui para ajudá-lo a navegar em sua jornada espiritual.

Solicite o Seu
Leitura de Mapa Astral Kabalístico

Aprender sobre nossa alma por meio de um mapa astrológico ajuda a dar mais significado e maior compreensão às experiências que enfrentamos, às pessoas que conhecemos, ao trabalho que fazemos e às bifurcações da estrada.

Agende uma leitura de mapa
Orientação Pessoal - Serviços do Kabbalah Centre

Sessões personalizadas individuais com um instrutor para aprofundar em uma área que lhe interessa ou oferecer suporte onde você mais precisa. As reuniões abrangem desde relacionamentos, tikkun e estudo profundo do Zohar, todas personalizados especialmente para você.

Reserve uma Sessão de Orientação

O Grande Presente do Desejo Não Realizado

Michael Berg
Julho 29, 2020
Curtir 10 Compartilhar Comentários 1

Moisés desejou entrar na Terra de Israel, no entanto, como sabemos através da porção de Va'etchanan, isso não aconteceu. Mas parece não fazer sentido que, se o Criador amava Moisés como Ele amava, e Moisés estava tão conectado quanto ele, o desejo de Moisés de entrar em Israel não se cumpriu.

Os kabalistas dizem que um desejo que se manifesta perde sua força. Quando você tem um desejo de beber, por exemplo, e não pode beber, a força desse desejo cresce e cresce. Enquanto que quando você deseja beber e bebe, esse desejo diminui. Isso também é verdade nas coisas espirituais: qualquer desejo manifestado tem menor força e, portanto, menor capacidade que o desejo não manifestado. Então, antes de Moisés deixar este mundo, ele quis nos dar o presente mais importante  que é a Luz que ainda não recebemos, ou melhor, o desejo pela Luz que ainda não recebemos.

Há uma seção no Zohar, a seção 120 de Vayechi, na qual Rav Yosi diz que nada foi escondido dos amigos ou estudantes desde o momento em que Rav Shimon Bar Yochai saiu da caverna, o que significa que depois ele começou a ensinar. Eles foram capazes de ver os segredos supremos como se estivessem tão cheios de luz como quando revelados no Monte Sinai.

Então, está escrito que depois que Rav Shimon Bar Yochai deixou este mundo, os portões do Céu e os portões abaixo foram todos fechados; tudo o que os alunos aprenderam com Rav Shimon Bar Yochai foi completamente esquecido. E isso é interessante, porque você não encontra isso frequentemente ao longo da história. Por exemplo, quando Moisés deixou este mundo físico, Josué continuou ensinando. Em todas as gerações, mesmo quando os maiores líderes falecem, seus ensinamentos continuam. Mas as almas incríveis ​​que eram os alunos de Rav Shimon Bar Yochai perderam tudo quando ele deixou este mundo. Isso não faz nenhum sentido, porque parece que mesmo que uma pessoa se desconecte ou perca seu professor, ela retém o que aprendeu, pelo menos até certo ponto. Mas, na verdade, isso é porque nenhum de nós é um aluno de verdade, como eram os alunos de Rav Shimon Bar Yochai. 

Infelizmente, para todos nós, o ego tomou conta de nossa consciência e nos fez acreditar que possuímos alguma parte da sabedoria que temos.

A porção Va'etchanan começa com Moisés implorando ao Criador. Está escrito no Midrash, e Rashi cita, que Moisés estava pedindo algo que ele não ganhou. Rav Brandwein diz que no mundo físico – que é uma indicação de como as coisas funcionam no mundo espiritual – se alguém lhe deve algo, nunca quer estar perto de você, a menos que possa pagá-lo. Mas se ele não pode pagar você, e mesmo se  puder pagar, nunca dá uma boa impressão, certo? Alguém que realmente lhe deve algo simplesmente não quer estar perto de você. O mesmo acontece com o nosso relacionamento com o Criador. Se sentimos que o Criador nos deve, então o Criador não quer estar conosco, o Criador não está conosco. É por isso que Moisés sempre se certificou de que ele nunca sentisse que o Criador tinha que dar algo a ele.
Portanto, a razão pela qual os alunos perderam todo o aprendizado quando Rav Shimon deixou este mundo foi porque eles mantiveram constantemente esse entendimento. Então, quando Rav Shimon Bar Yochai foi removido desse mundo, sua sabedoria foi removida com ele, porque eles nunca a viram como deles. E isso foi importante, porque foi a dor e o desejo que eles sentiram que lhes permitiram manter uma conexão com a Luz do Criador e com Rav Shimon Bar Yochai.

Então, agora faz sentido o motivo pelo qual o Criador não concedeu a Moisés seu último pedido – é porque se você não tem falta, se não tem dor, não terá conexão. Como tal, o presente que Moisés recebeu neste Shabat foi o presente da dor e o presente do desejo. De fato, os kabalistas ensinam que todas as orações que já fizemos e qualquer assistência que recebemos foram do canal que Moisés cria neste Shabat – e o que Moisés nos dá neste Shabat é um desejo não realizado. E, como sabemos, o maior desejo é o desejo não realizado.

Antes de deixar este mundo, Moisés recebe o maior presente: ter certeza de que nunca se desconectará da Luz do Criador. E não é porque seus desejos foram realizados nem porque o Criador lhe deu todas as dádivas e toda a sabedoria. O maior presente que Moisés já recebeu do Criador foi que havia dor e desejo não realizados e, como tal, Moisés poderia ter certeza de que sua conexão com a Luz do Criador seria sempre constante. Esse é o presente que Moisés nos dá neste Shabat.

Podemos ser pessoas espiritualizadas, podemos estar crescendo e aprendendo, mas temos que nos fazer esta pergunta importante: quanta dor sinto hoje por minha falta de sabedoria, entendimento, crescimento e conexão? Nossa conexão é tão poderosa e forte quanto a dor que sentimos pela falta desta conexão. Neste Shabat, se pedirmos, Moisés retorna a cada um de nós e nos dá essa dor e esse desejo.
 


Comentários 1