Por que Moisés rezou 515 vezes para entrar em Israel

We’re turning 100 in 2022! Help us share the wisdom of Kabbalah for our next 100 years! DONATE NOW


Menu Principal

Eventos & Cursos


Menu Principal

Assinatura


Torne-se membro

Descubra mais sabedoria e práticas para elevar a si mesmo, a sua vida e as pessoas ao seu redor. De artigos e vídeos semanais a aulas e eventos com transmissão ao vivo e presencialmente, há um plano de assinatura para todos.

Veja planos de assinatura
Assinatura em Destaque:
Comunidade
  • Benefícios inclusos:
  • Todas as aulas transmitidas
  • Todas as aulas presenciais*
  • 10% desconto em nossas livrarias*
  • E muito mais...
  • Junte-se Hoje
  • *Nas localidades participantes. Haverá restrições aplicadas.
Menu Principal

Orientação


Vá ainda mais fundo na sabedoria da Kabbalah com orientação personalizada e leituras de mapas.
Encontro gratuito com um professor

Nossos instrutores dedicados estão aqui para ajudá-lo a navegar em sua jornada espiritual.

Solicite o Seu
Leitura de Mapa Astral Kabalístico

Aprender sobre nossa alma por meio de um mapa astrológico ajuda a dar mais significado e maior compreensão às experiências que enfrentamos, às pessoas que conhecemos, ao trabalho que fazemos e às bifurcações da estrada.

Agende uma leitura de mapa
Orientação Pessoal - Serviços do Kabbalah Centre

Sessões personalizadas individuais com um instrutor para aprofundar em uma área que lhe interessa ou oferecer suporte onde você mais precisa. As reuniões abrangem desde relacionamentos, tikkun e estudo profundo do Zohar, todas personalizados especialmente para você.

Reserve uma Sessão de Orientação

Por que Moisés rezou 515 vezes para entrar em Israel

Michael Berg
Julho 21, 2021
Curtir 29 Compartilhar Comentários 11

No início da porção de Va'etchanan, Moisés diz aos israelitas que implorou ao Criador para permitir que ele entrasse na Terra de Israel. O valor numérico da palavra Va'etchanan, que significa “implorou”, é 515. E o Midrash nos diz que na verdade Moisés rezou ao Criador 515 vezes para entrar em Israel.

A pergunta óbvia então é, por que Moisés rezou tantas vezes por isso? Se o Criador não respondeu sua oração na primeira vez, por que continuar pedindo? Que possível razão poderia haver para suas ações e, mais importante, o que devemos aprender com isso?

"fortalecer nosso entendimento de que não temos nada por nós mesmos e que tudo o que precisamos só pode vir do Criador."

Para começar a entender isso, precisamos analisar o verdadeiro propósito da oração. O Midrash explica que o versículo, “...e servi-Lo de todo o seu coração”, refere-se à oração. O que a oração tem a ver com servir? Normalmente pensamos na oração como uma forma de pedir algo ao Criador, enquanto servir é fazer algo por outra pessoa. Que conexão existe entre oração e serviço?

Rav Moshe de Trani, o Mabit, explica uma ideia muito importante a respeito da oração. Ele diz que o propósito da oração não é primordialmente para que nossas orações sejam respondidas; o processo de oração é mostrar nosso entendimento de que não há nada ou ninguém no mundo que pode verdadeiramente satisfazer nossas necessidades, exceto o Criador.

O Mabit nos ensina que, quando oramos, nossa consciência deve ser tal que saibamos que não temos nada sem a ajuda do Criador. E é por isso que oramos. Não oramos necessariamente para que nossos pedidos sejam atendidos, mas para fortalecer nosso entendimento de que não temos nada por nós mesmos e que tudo o que precisamos só pode vir do Criador. Em outras palavras, a oração é uma ferramenta para usarmos a fim de fortalecer nossa confiança e compreensão de que tudo o que precisamos vem apenas do Criador.

Claro, existem muitos motivos para rezar e grandes quantidades de Luz podem ser reveladas por meio do processo da oração. Mas o Mabit nos diz que toda vez que oramos e pedimos coisas ao Criador, devemos instilar em nossa consciência que só podemos receber essa satisfação do Criador. E se formos verdadeiros conosco, seja consciente ou inconscientemente, geralmente pensamos que há outros fatores que influenciam nossa realização. Mas a maneira pela qual podemos realmente receber do Criador é tendo total confiança de que somente o Criador pode atender às nossas necessidades. Sem esta consciência, dificilmente receberemos a Luz e bênçãos.

Este ensinamento nos ajuda a compreender as ações de Moisés. Ele não estava orando ao Criador para que sua oração fosse respondida. Em vez disso, ele estava trabalhando para se preencher com uma compreensão cada vez maior de que tudo vem do Criador. Ele rezou 515 vezes porque não estava apenas se desenvolvendo espiritualmente, mas também, mais importante, estava nos ensinando um verdadeiro entendimento sobre a oração. Isso fica ainda mais claro quando percebemos que a palavra hebraica para oração, Tefilah, é numericamente igual a 515, que, como mencionamos antes, é igual à palavra va'etchanan, "suplicou". É realmente uma bela compreensão que recebemos de Moisés neste Shabat.
 


Comentários 11